terça-feira, novembro 06, 2007

As imagens transbordam

Há um sol pleno de vida a queimar
EU ARDO


Há música a tocar-me dentro peito
EU DANÇO



Há um corpo feito de sensações
EU SINTO




Há uma alma a pedir sempre mais
EU DOU

Há uma vida inteira a chamar
EU VOU


EU VIVO
NÃO

ME

CONTENTA

A

SOBREVIVÊNCIA

ESTOU VIVA

O impulso que há em nós, interminável,
De tudo ser e em cada flor florir?
(Sophia de Mello Breyner Andresen
)

48 Comments:

Blogger Meg said...

Como num ritual diário, me encontro aqui.

"NÃO ME CONTENTA A SOBREVIVÊNCIA, ESTOU VIVA."

E quantas vezes nos esquecemos disso, Isabel... e não ardemos, não dançamos, não sentimos, não damos e não vamos...
ESTAGNAMOS!

Bem hajas pelas palavras em "tempo útil"...

Beijinhos

terça-feira, novembro 06, 2007  
Blogger despertando said...

Olá Amiga
Acabei de ler o comentário sobre o Parque de fonte de Lima e fiquei contente por teres gostado, e pela vontade de o conheceres, fico assim a saber que uma amiga virtual, vai conseguir ver o que me é dificil transpor para foto.
Se vais a Peniche , aproveita para dares um pulo até lá, fica muito perto da Lourinha.
De 15 em 15 dias vou para os lados da Areia Branca, adoro o mar, andar pela praia com os meus cães, mas de vez enquando vou até Fonte de Lima, passear um pouquinho ou até mesmo beber um café na esplanada do mesmo.

Vale a pena, vais ver.

Um beijinho grande para ti.

terça-feira, novembro 06, 2007  
Blogger Sophiamar said...

Lindíssimo, amiga! Sophia de Mello Breyner aqui, sempre bela, sempre divina, sempre fantástica. Mergulharei no mundo, sim, não me deixarei sucumbir. Quero viver porque amo a VIDA.
Vivamos!

Beijinhos

terça-feira, novembro 06, 2007  
Blogger un dress said...

cada flor dava à luz o seu sOl!! :)

tão lindo o teu ramo...





beijO

terça-feira, novembro 06, 2007  
Blogger Cusco said...

"Felizes a quem acena um lenço de despedida..São felizes teêm pena, eu sofro sem pena a vida"

Lembrei-me assim de repente deste poema do nosso F.Pessoa!
Porquê? Sinceramente não sei!

Um abraço e (ainda)
Até breve!

terça-feira, novembro 06, 2007  
Blogger Gi said...

Belíssimo este SER e este teu florir, Isabel.

Acabei de ler o que me deixaste nos "Pássaros", soube tão bem sentir-te assim. Deixei lá uma explicação sumária para estes meus atrasos . Será coisa breve. Ficam aqui as minhas desculpas mais uma vez.

Um beijinho e noite feliz

terça-feira, novembro 06, 2007  
Blogger jawaa said...

Imagens lindas de flores e de ti.
Abraço

terça-feira, novembro 06, 2007  
Blogger EternamenteLu said...

Ola Isabel.
Venho agradecer e retribuir a visita ao meu blog...deixo um abraço amigo e voltarei para te ler como mereces...com toda a minha atenção.

Beijo

Lu

terça-feira, novembro 06, 2007  
Blogger elvira carvalho said...

Lindas imagens servem de moldura a um poema extraordinário. Uma feliz combinação.
Um abraço e por favor continue feliz.

terça-feira, novembro 06, 2007  
Blogger Xana said...

Sophia de Mello Breyner, eterna. aqui presente com tanta força de VIDA...cor, amor...por ti
Lindo, obrigada por este momento!

Beijo meu

quarta-feira, novembro 07, 2007  
Blogger Nena Pereria said...

CONVITE

A Câmara Municipal de Lousada e a Negra Tinta Editorial
tem o grato prazer de o/a convidar para o lançamento do Livro
Pulsa o Impulso de
Artur Moura Queirós
com Prefácio de
António Costa Moura,
Fotografia de
Júlio Sousa e Vítor Ribeiro
e Conceito Gráfico de
Fausto Rodrigues

10 Novembro 2007
21h30 |
Biblioteca Municipal de Lousada

Mecenas
da Edição:

AUDI CENTRAL TECH
LABMO

quarta-feira, novembro 07, 2007  
Blogger burro said...

Traduzir Sophia em imagens é fazer poesia...

quarta-feira, novembro 07, 2007  
Blogger Maria said...

Isto é Amor, isto é Paixão!!!!!!
Que bom, Isabel...
Como eu gostaria que toda a gente sentisse, pelo menos uma vez na vida, o que eu sei que estás a sentir...
... e que é tão bom....

Beijo, muito vivo

quarta-feira, novembro 07, 2007  
Blogger Sonia said...

Palavra puxa palavra me enviou até aqui, e encontrei alguém que arde, dança, sente, dá, vai e vive. E que ainda nos brinda com essa coisa gostosa:
Tenho uma amiga que tem um gato
o gato era de uma amiga dela
agora é dela

quarta-feira, novembro 07, 2007  
Blogger sniqper ® said...

O impulso que há em nós...
...tem um nome, sentimentos.
Viver sem eles vale a pena...?

quarta-feira, novembro 07, 2007  
Blogger myself said...

As palavras fundem-se no cromatismo deste post muito bem elaborado. Algumas são punhaladas.

quarta-feira, novembro 07, 2007  
Blogger Eduardo Jai said...

Surpresa agradável a tua visita, Isabel. E gostei de a retribuir já que vou daqui com o olfacto agradado de bons aromas e os olhos não cansados dos minutos (bem) passados.

Encontro-te no meu reader ou por aí.


Um dia BOM.
:)

quarta-feira, novembro 07, 2007  
Blogger un dress said...

vim ver outra vez ...:)

quarta-feira, novembro 07, 2007  
Blogger Tita - Uma mulher, Um blog, algumas palavras said...

Estás viva, atenta e és linda!!!

Um beijo

quarta-feira, novembro 07, 2007  
Blogger miruii said...

Logo vi que andavas a sorrir à lua...
Mas estas imagens são giras.
Picada mansa

quarta-feira, novembro 07, 2007  
Blogger Entre linhas... said...

Uma combinação perfeita entre o colorido das imagens e das palavras harmoniosas de Sophia.
Bjs Zita

quarta-feira, novembro 07, 2007  
Blogger Haddock said...

isabel, nunca, como ultimamente, achei tão acertado o nome deste teu blogue...
que alma!! e que turbilhão de estados!! (nunca incoerentes...)

quarta-feira, novembro 07, 2007  
Blogger António Melenas said...

Olá Isabel,
Que bonita maneira de ilustrar o bonito poema de Sophia! Só tu. Há neste conjunto de flores e na alacridade das suas cores algo do ambiente tropicalista em que agora te moves.Nota-se.
______

Obrigado pelo as tuas (sempre generosas) palavras no meu blogue.
mais do que em relação a mim, me sensibilizou o teu sentir acerca do meu saudoso irmão. A terceira parte da sua história é a ais importante e a que mais diz do seu caracter. Vais gostar ainda mais.
Beijinhos

quarta-feira, novembro 07, 2007  
Anonymous sir4you said...

...pagava caro para escrever, comunicar, com esta clarividência!

Mais um bom post!

Até breve Isabel

ps.deixei resposta ao teu comentário :)

quinta-feira, novembro 08, 2007  
Blogger Presença said...

Avança não pares... mas nao te contentes em ir só...

Bjo doce

quinta-feira, novembro 08, 2007  
Blogger saudosista do futuro said...

em cada pétala o que se é
camuflado nas incertezas
do ocaso azul.

______________________
____________________________


e que no caule crescem
outras flores que o contem.

quinta-feira, novembro 08, 2007  
Blogger Rui Caetano said...

Os nossos impulsos marcam as nossas vivências. Adorei estas imagens sucessivas e as frases de ordem também

quinta-feira, novembro 08, 2007  
Blogger herético said...

belas imagens. e belos pensamentos.

quinta-feira, novembro 08, 2007  
Blogger myself said...

Vim aqui para te dizer que acabei de colocar no 1 vez por semana um inquérito e gostava da tua participação.

BfS que se aproxima.

quinta-feira, novembro 08, 2007  
Blogger Cusco said...

Vim rever as imagens....

sexta-feira, novembro 09, 2007  
Blogger TINTA PERMANENTE said...

Ai!, gostei!...

abraço.

sábado, novembro 10, 2007  
Blogger Alma Nova said...

Esse impulso, chamado Vida, vivida com sentimentos. Que melhor pode existir?

sábado, novembro 10, 2007  
Blogger Chahy said...

Gostei da alternância foto/texto.

Mesmo muito.

domingo, novembro 11, 2007  
Blogger Claudia Sousa Dias said...

Amei este post, Isabel!


CSD

domingo, novembro 11, 2007  
Blogger bettips said...

Perdoa-me a ausência. As falas invisíveis que mantemos são tão densas...
Mas venho ver as tuas flores. E lembrei as flores que se deitam ao rio, ao mar, quando alguém vai embora. A alegria e o adeus. E às noivas...Se fores para o outro sul, irei olhar o horizonte e mandar-te flores. Beijinho

segunda-feira, novembro 12, 2007  
Blogger Metamorfose said...

Adoro as tuas visitas, sabes isso não sabes? E gosto tanto de cá vir, tens o condão de me despertar para aquilo que sou e sinto, como uma espécie de consciência vital...Apetece-me dizer contigo, EU ESTOU VIVA, EU SINTO. Lindo...

Muitos beijos para vocês!!!

terça-feira, novembro 13, 2007  
Blogger as velas ardem ate ao fim said...

Bem viva!

E Viva os Vivos!

bjo

terça-feira, novembro 13, 2007  
Anonymous Secreta said...

Viver , sempre! Responder a todos os chamamentos que a vida nos faças , nunca lhes virar as costas!
Beijito :)

quarta-feira, novembro 14, 2007  
Blogger rui said...

Olá Isabel

Adorei as palavras e as imagens.
És poesia.


Beijinho

quarta-feira, novembro 14, 2007  
Blogger saudosista do futuro said...

só vim dizer-te que as flores
ainda ressoam no outono muito vivo.

_____________________
_________________________________

quarta-feira, novembro 14, 2007  
Blogger isabel mendes ferreira said...

definitivamente tu és um assombro!!!!!!!


de vida!



que prazer chegar aqui!!!!!


bjjs. I.

quarta-feira, novembro 14, 2007  
Blogger Brain said...

Faz-me feliz,
Saber-te assim!

Beijo.

quarta-feira, novembro 14, 2007  
Blogger L.Reis said...

...respiro o cheiro das tuas cores de veludo...que vivas vivem.

quarta-feira, novembro 14, 2007  
Blogger Nilson Barcelli said...

O teu sentido estético é notável.
Este post é uma pequena obra de arte. Literária e visual.
Parabéns.

Beijinhos.

quarta-feira, novembro 14, 2007  
Blogger D. Maria e o Coelhinho said...

Não sei qual o meu estado de alma.
Não sei o que vai ser de minha alma.
De mim nada transborda...


Coelhinho (no Purgatório)

quinta-feira, novembro 15, 2007  
Blogger velvet diary said...

Obrigado pelo seu comentario, tem me dado alguma força, antes deixava o "feio" dentro de mim sobresair, mas tenho feito alguns progressos quanto a isso e o que sinto é apenas algo destruido... nada que o tempo nao repare.
Obrigada =)

Abraço

Helena

terça-feira, janeiro 15, 2008  
Blogger Claudia Sousa Dias said...

Este teu texto deveria entrar num concurso literário...Correntes d'escritas ou outro dos género.Porque não o concurso Matilde Rosa Araújo?


CSD

segunda-feira, janeiro 21, 2008  
Blogger suruka said...

Pois és mulher e sensível.
E muito VIVA!

BJ

quinta-feira, janeiro 31, 2008  

Enviar um comentário

<< Home