quinta-feira, outubro 26, 2006

O sorriso

Era uma noite aparentemente igual a tantas outras.
Fui àquela festa como poderia ter ido a qualquer outra.
Tudo me cansava. Principalmente as festas.
Cansavam-me as conversas de ocasião, não passavam tentativas vãs para esconder o facto de nada haver para dizer.
Cansavam-me as poses estudadas ao balcão, meras intenções falhadas de cobrir a total falta de confiança.
Cansava-me observar a azafama das idas ao carro buscando mais um risco do milagroso pó branco.
O pó que faz o milagre de tornar o cansaço em energia, a tristeza em alegria, a solidão em companhia.
Cansavam-me os olhares dispersos na multidão.
Cansavam-me os sorrisos de boca e coração fechado.
Cansavam-me as falsas simpatias.
Cansavam-me as falsas antipatias.
Cansavam-me os amores sem amor, por uma noite.
Tudo me cansava até eu.
Nessa noite estava assim cansada de tudo e com um sorriso dorido nos lábios. Subi a escada para o primeiro andar.
Zona Vip.
Zona das Very Important Persons .
Zona das pessoas muito importantes.
Importantes para quem?
Para quem era eu importante senão para mim.
Subi a escada achar-me tudo menos importante.
Cheguei ao cimo e com a naturalidade dos gestos que fazemos por hábito há algum tempo, caminhei para o bar.
Olhei-o e sorri embalando o meu sorriso cansado no embalado que trazia no passo.
Ele sorriu de volta.
Sei que brilhei.
O meu sorriso abriu-se, escancarou-se, tornou-se puro e quase descarado.
O primeiro sorriso aberto e franco da noite.
Ele voltou a sorrir de volta, sorriu inteiro, sorriu sem medo, sorriu sem máscaras.
Sorriu simplesmente.
E brilhou.
O segundo sorriso aberto e franco da noite.
Os dois únicos sorrisos da noite.
Os sorrisos fizeram-se riso e contagiaram a face inteira e tudo ria, a boca, os olhos o nariz.
Da face passaram ao corpo e nossos corpos riram também.
Em cada sorriso um arrepio. O arrepio da felicidade que se sentia a chegar. Rimos juntos, inteiros, completos.
Depois dessa noite de sorrisos vieram 3 anos de dias e noites de sorrisos.
Essa noite foi amor.
Com os sorrisos dessa noite demos luz a um grande amor.
O amor que é hoje.

Amor é ver em ti, quando acordas todos os dias ao meu lado ou quando ao fim do dia me vês chegar, o mesmo sorriso de quando me viste pela primeira vez. Amor é este nosso sorriso, que ficou!



Isabel


"Enamorados"
Marc Chagall

17 Comments:

Blogger Rui said...

Ao cima da escada, afinal, estavam VIS: os Very Important Smiles.

E que forma mais bonita pode ter o amor, que a forma de um sorriso.

quinta-feira, outubro 26, 2006  
Anonymous Miguel said...

com um sorriso e para que sorrias sempre...
AMO-TE MUITO



já agora um poema para ti


A arte de ser feliz


Houve um tempo em que minha janela se abria sobre uma cidade que parecia ser feita de giz.
Perto da janela havia um pequeno jardim quase seco.
Era uma época de estiagem, de terra esfarelada,e o jardim parecia morto.
Mas todas as manhãs vinha um pobre com um balde, e, em silêncio, ia atirando com a mão umas gotas de água sobre as plantas. Não era uma rega: era uma espécie de aspersão ritual, para que o jardim não morresse.
E eu olhava para as plantas, para o homem, para as gotas de água que caíam de seus dedos magros e meu coração ficava completamente feliz. Às vezes abro a janela e encontro o jasmineiro em flor. Outras vezes encontro nuvens espessas.Avisto crianças que vão para a escola. Pardais que pulam pelo muro. Gatos que abrem e fecham os olhos, sonhando com pardais.
Borboletas brancas, duas a duas, como refletidas no espelho do ar. Marimbondos que sempre me parecem personagens de Lope de Vega. Ás vezes, um galo canta.
Às vezes, um avião passa.
Tudo está certo, no seu lugar, cumprindo o seu destino.
E eu me sinto completamente feliz. Mas, quando falo dessas pequenas felicidades certas, que estão diante de cada janela, uns dizem que essas coisas não existem, outros que só existem diante das minhas janelas, e outros, finalmente, que é preciso aprender a olhar, para poder vê-las assim.

Autor: Cecília Meireles


eu aprendi a olhar
no dia em que começamos a olhar juntos.
MIL BEIJOS

quinta-feira, outubro 26, 2006  
Blogger A Cor do Mar said...

Isabel, um texto muito lindo nos apresentas hoje. Adorei ler.
Beijocas***
(desejo tuas melhoras, conf teu comm no blog)

quinta-feira, outubro 26, 2006  
Blogger Bruna Pereira said...

Sabes qual é a minha opinião sobre o sorriso?
É que um sorriso (especialmente se for sincero) pode tudo.
Nunca é descarado nem inútil.
É a única arma que conservo para magoar as tristezas...
Gosto de vir aqui. :)

quinta-feira, outubro 26, 2006  
Blogger legivel said...

... o amor que se inicia com um sorriso, está destinado a ser um grande amor. Digo eu que me apaixonei por um sorriso, o sorriso por mim e... até hoje continuamos a rir, a rir perdidamente; eu e o sorriso e vice-versa.

Óptima noite!!

quinta-feira, outubro 26, 2006  
Blogger Trivialidados said...

Cheira a amor neste blog. È lindissimo. Muitas felicidades aos dois.

sexta-feira, outubro 27, 2006  
Blogger veritas said...

Olá Isabel!

Como é lindo o amor...o TEU amor, aquilo que soubeste fazer dele!

Bjs.

sexta-feira, outubro 27, 2006  
Blogger kolm said...

Para mim. é simplesmente um dos melhores sorriso pelo qual se pode sorrir, principamente quando alguem sorri da mesma maneira!!

Um grande (sorriso) e bom fim de semana
Enc.

sexta-feira, outubro 27, 2006  
Blogger kolm said...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

sexta-feira, outubro 27, 2006  
Blogger pensamentos_vagabundos said...

:)e assim deixo te um sorriso...
beijo vagabundo

sexta-feira, outubro 27, 2006  
Blogger aldina said...

O sorriso é um piano que só tem os tons naturais :-D

beijinhos e até sempre!

sexta-feira, outubro 27, 2006  
Blogger **Chronicles/Arclight** said...

k lindo texto!

adorei ler!

k bonito deve ser viver sob a essencia das tuas palavras!

mto giro msm
k mantenham sempre esse sorriso k tanta vida e alegria vos traz!

brigado pelo saltinho!

beijos**************

sexta-feira, outubro 27, 2006  
Anonymous Jofre Alves said...

A blogosfera é um mundo que partilhamos com objectivos marcados e sólidos, e que nos entra pela casa dentro.Neste blogue entro para a sala como convidado bem recebido e assisto, satisfeito e prazenteiro ao quanto de bom e belo se faz, sobretudo aqui, onde tudo é agradável. Ao despedi-me satisfeito desejo bom fim-de-semana.

sexta-feira, outubro 27, 2006  
Blogger Pri =) said...

O texto é muito bonito parabens!
Alias, parabens pelo blog todo!

bjinhos!

sexta-feira, outubro 27, 2006  
Blogger A Cor do Mar said...

Venho desejar um b f semana e que continues com o belo sorriso ;)
Beijocas grds*

sábado, outubro 28, 2006  
Blogger Tina said...

Que esses sorrisos perpetuem no amor... Ótimo texto.


Obrigada pela visita, sabel.Gostei muito do seu blog, voltarei.

domingo, outubro 29, 2006  
Blogger inBluesY said...

não sei bem em que parte do texto me perdi se no 'cansaço' e como sinto bem esse cansaço me deus, se no sorriso e graças a deus que sei bem a importância desse sorriso, que tb um dia partilhei num jantar comum onde um mar de gente digeria polvos.

gosto muito mesmo muito da forma como descreves e fazes passar mensagens importantes :)




[tenho estado ausente]

segunda-feira, outubro 30, 2006  

Enviar um comentário

<< Home