quarta-feira, setembro 20, 2006

Tantas "Meninas tontas" por aí!

Poema da Menina Tonta

A menina tonta passa metade do dia
a namorar quem passa na rua,
que a outra metade
fica pra namorar-se ao espelho.

A menina tonta tem olhos de retrós preto,
cabelos de linha de bordar,
e a boca é um pedaço de qualquer tecido vermelho.

A menina tonta tem vestidos de seda
e sapatos de seda,
é toda fria, fria como a seda:
as olheiras postiças de crepe amarrotado,
as mãos viúvas entre flores emurchecidas,
caídas da janela,
desfolham pétalas de papel...

No passeio em frente estão os namorados
com os olhos cansados de esperar
com os braços cansados de acenar
com a boca cansada de pedir...

A menina tonta
tem coração sem corda
a boca sem desejos
os olhos sem luz...

E os namorados cansados de namorar...
Eles não sabem que a menina tonta
tem a cabeça cheia de farelos.

Manuel da Fonseca

" Sem titulo"
Picasso
A menina tonta lê um poema
Um dia a menina tonta
leu um poema
o livro tinha
uma capa
da mesma cor do vestido
Que divertido!
Pegou no livro
levou-o para a rua
para fazer conjunto
ficar bonita
e parecer inteligente
Que atraente!
Passeou pelos passeios
passeou ela e o livro
cansados um do outro
eram conjunto
sem sentido
Que querido!
Cansada, coitada
num banco se sentou
aborrecida, entediada
no livro lá pegou
Com as pontas dos dedos
com um cuidado, delicado
foi folheando as páginas
devagar
sem ligar
até o tal poema encontrar
"O Poema da menina tonta"
tornou-a ainda mais vangloriante
se um livro falava nela
devia ser importante
Que ignorante!
Orgulhosa
voltou para casa
Pelo livro acompanhada
achando que o livro não era nada
ela sim, era gente
e passeava alegremente
sua beleza inteligente
Que demente!
O livro,
depois de passeado
e folheado
à sua estante regressado
crédulo pensou:
Quem sabe
um dia
me volta a pegar
quem sabe
em vez de folhear
Quem sabe
"O Poema da Menina tonta"
e
chora desta vez
triste
e
penosamente, talvez
quem sabe
e
entende
que depois de chorar
muito tem de mudar
e
se deixar de ser tonta
e
consciência
ganhar
então a menina
outrora
tonta
já se pode
orgulhar...
Isabel ( com alguma/pouca fé, nas meninas tontas)

3 Comments:

Blogger veritas said...

Olá Isabel!

O problema é que as meninas tontas estão demasiado ocupadas para se aperceber que são tontas,um pouco como a loucura...mas eu digo: antes louco que tonto...

Bjs.

quinta-feira, setembro 21, 2006  
Blogger aldina said...

Nunca é muito construtivo pensar demasiado tempo em gente tonta podemos entontecer e cair estupidamente!:-D

Muito bom dia, Isabel!

Até sempre.

(obrigada pelso teus gentis comentários )

quinta-feira, setembro 21, 2006  
Blogger daniel sant'iago said...

Não parece nada tonta... a menina dita tonta!
Um bacio... não bombom!

daniel

quinta-feira, setembro 21, 2006  

Enviar um comentário

<< Home