quarta-feira, setembro 27, 2006

Assim falou o amor

Celebração


Eu e tu
Celebramos
Hoje
A nossa união
Gramaticalmente
Comemoremos meu amor
Comemoremos esse dia
em que famintos sedentos
de Amor e Vida
Começamos por juntar
Dois solitários substantivos
singulares
Eu e tu.

EU e TU
Dois substantivos
Um masculino
MACHO,
E um feminino
FÊMEA,
Fizemos a terra tremer,
o mundo abanar
fizemos até Deus acordar.
E logo ao primeiro dia
o NÓS se soltou
os dois solitários substantivos singulares
num gigantesco e poderoso
Substantivo plural
NÒS
se tornaram.
Sem perca de tempo
sem hesitar
sem de NÓS duvidar
sem vontade de parar
de criar.
NÓS inspirados
por tu e eu
cheios de força
levámos a peito
as ideias.
Tu e eu
abraçados
NÓS, portanto
pegámos a braço
três vazios substantivos plurais:
Casas
Camas
Mesas
e destruímos
e construímos
e construímos
três cheios substantivos singulares
CASA
CAMA
MESA
Tu e eu
Agarrados
NÓS
Cheios de garra
Trocamos substantivos plurais
E seus pronomes possessivos
Meus objectos
Teus quadros
Meus livros
Tuas musicas
Meus filmes
Teus amigos
Minha família
Por diferentes pronomes possessivos
NOSSO
NOSSA
E ainda
por o
mais altruísta dos verbos
o verbo
PARTILHAR
E na partilha embalados
Dançamos enlaçados
Rodopiámos pela vida
Tudo partilhando
Laçamos os verbos
Desejar, querer, procurar,
Acarinhar, compreender,
Dividir, repartir, caminhar
Encontrar, projectar, criar
Embarcar, abraçar, beijar, ir,
Ver, sonhar, afundar, mergulhar
Entregar, receber, projectar
Ser
E nesse enlace, nessa partilha
havia uma VIDA
em NÓS a RENASCER
Quando o sol nesse dia
o nosso renascer quis ver
Enquanto a madrugada se abria
em nós crescia
o maior dos verbos
o verbo
AMAR

Deslumbrados
Pela felicidade
Nosso amor
Quisemos cantar
Quisemos ao mundo gritar
Quisemos o mundo encantar.

Quem sabe
O amor
Fizesse o mundo mudar.

Felizes
juntámos os adjectivos
Belo
Maravilhoso
Grandioso
Poderoso
Corajoso
Forte
Intenso
Extenso
Construtivo
Imaginativo
Apelativo
Intuitivo
Criativo
Infinito
Bonito
Excitante
Entusiasmante
Alucinante
Calmante
Saciante
Revigorante

E cantando e gritando
esse amor fomos adjectivando
Mas maior que qualquer adjectivo
o Amor os adjectivos
rejeitou.

Como te cantamos
Como te celebramos então
Perguntamos NÓS
O amor respondeu:
Adjectivem queridos substantivos
Adjectivem
mas não esqueçam nunca
nunca as reticências.
Pois nem a mais cientifica das ciências
Nem o mais poeta dos poetas
Nem o mais filósofo dos filósofos
Nem o mais sábio dos sábios
Adjectivará um dia o amor
Ao amor basta-lhe ser amor
Cantem-no
Escrevam-o
Prestem-lhe homenagem
Com palavras e adjectivos
Mas quando verdadeiramente
O quiserem celebrar
Amem
Amem-se

(Assim falou o amor)

Isabel



"O beijo"
Gustav Klimt

9 Comments:

Anonymous Miguel said...

que posso dizer, alem de que adorei


talvez...


juntar os adjectivos...

Belo
Maravilhoso
Grandioso
Poderoso
Corajoso
Forte
Intenso
Extenso
Construtivo
Imaginativo
Apelativo
Intuitivo
Criativo
Infinito
Bonito
Excitante
Entusiasmante
Alucinante
Calmante
Saciante
Revigorante


;-) amo-te muito

milhoes de beijos

quarta-feira, setembro 27, 2006  
Blogger Rui said...

Amar, mesmo em silêncio. Que também assim ele nos é capaz de falar.

quarta-feira, setembro 27, 2006  
Blogger Rui said...

Amar, mesmo em silêncio. Que também assim ele nos é capaz de falar.

quarta-feira, setembro 27, 2006  
Blogger Pierrot said...

Assim falou o Amor e falou bem.
E escreveu ainda melhor.
Minha nossa.
Está simplesmente sublime.
Estou sem palavras, acredita.
Aliás, acho que este poema não poderia ter nem mais uma linha de tão perfeito que está.
Parabéns
Bjos daqui
Eugénio

quarta-feira, setembro 27, 2006  
Blogger borboreta said...

Eu e tu
Tu e eu
e assim vive o Amor

beijo grande

quarta-feira, setembro 27, 2006  
Blogger Bazuco said...

Celebras o amor platónico com o beijo de klimt, mas que melhor celebração se pode querer!

quarta-feira, setembro 27, 2006  
Blogger Estranha pessoa esta said...

E é tão bom sentir que ainda 'existem' sentires assim....

Um abraço grande para ti***

quinta-feira, setembro 28, 2006  
Anonymous Anónimo said...

Perdoem-me os meus 2 amigos mas só hoje leio as vossas palavras.
Mtos parabéns! Fico mto contente por vocês e como é bom saber dum amor assim, q não se esconde, q não tem vergonha, q dá e fala e canta e ri e VIVE
Obrigada também por partilharem esse vosso amor com todos nós, comigo...quem dera fosse contagioso qual enfermidade sem cura
1 beijinho mto grande
vanda

quinta-feira, setembro 28, 2006  
Blogger Vanda Baltazar said...

Quando o amor assim vive em estado d exaltação, nada à sua volta pode ficar indiferente!


A vida não pára e ainda bem que vocês rodopiam com a vida!

Um dia virá a calma, a paz.
O silêncio. De mãos dadas.
Talvez só um afago.
Um olhar profundo. Enquanto o filme da vida se vai realizando em vocês.

Mas será amor, também.

Permanecer.

Estar.

E saborear :)


Bom dia Isabel!


Um beijo

Van

quinta-feira, setembro 28, 2006  

Enviar um comentário

<< Home